Iniciando o ano sem contas

Para você que está endividado, acreditar que todos esses transtornos acabarão rápidos seria um sonho! Muitas vezes, para conseguir quitar essas pendências é preciso paciência, já que esse caminho pode demorar anos. Existem casos em que sair dessas dívidas pode se dar de maneira bem rápida, no entanto isso depende exclusivamente da sua necessidade de sair do negativo e a forma como conseguirá ser fiel a esse pensamento, uma vez que requer uma quantia maior do seu ordenado e pode lhe causar estranheza.

Fim de ano traz sentimentos prósperos ás pessoas, principalmente quando se fala de entrar no novo ano com suas dívidas pagas. Mesmo com esse desejo, você pode enfrentar dificuldades de resolver seus problemas, sendo que a melhor maneira de atingi-lo é possuir uma organização financeira, com intuito de quitar seus débitos.

Como você chegou a essa situação?

O primeiro passo para conseguir sair das dívidas é saber como as adquiriu. Lembre-se dos seus últimos meses e reflita quais foram suas ações. Usou somente o necessário ou esteve vivendo uma vida de exageros? Para mudar a sua situação deve-se fazer uma resolução da sua vida, o modo como vive e situações em que se coloca. Claro que esse é o grande problema da maioria das pessoas, mas existem casos em que pessoas se endividam por situações anormais no dia a dia, como despesas médicas inesperadas, carro quebrado, móveis estragos, entre outras coisas.

O principal propósito é conseguir enxergar o porquê está nessa situação, para assim poder agir de maneira correta e impedir que isso ocorra de novo.

Faça acontecer!

Após ter identificado onde tem sido o problema, faça uma programação dos gastos, acompanhe e anote as despesas que têm no mês. Separe suas contas por grupos, e veja quanto cada grupo consome do seu dinheiro. Fazendo isso você saberá no que realmente utiliza o dinheiro, e assim poder priorizar seus gastos e fazer os cortes necessários. Além disso, faça uma listagem de quais são as suas dívidas, priorize quais delas compensam ser pagas primeiro, logo após isso se organize para fazer pagamentos periódicos e constantes, assim você conseguirá manter uma estratégia de pagamento dentro do seu orçamento e não ficará no negativo novamente.

Cuidados para não gerar altas dívidas no cartão de crédito

Recompensas de cartões de débito